logo

A Alma Perdida

  • Home
  • /
  • Catálogo
  • /
  • A Alma Perdida
  • Autor
  • Coleção
  • ISBN 9789896689339
  • PVP 19.99 € (IVA incluído)
  • preço fixo até
  • 1ª Edição outubro de 2020
  • Edição atual 1
  • Páginas 48
  • Apresentação capa dura
  • Dimensões 202X271X12 mm
  • Disponibilidade
    Disponível
  • Comprar

Álbum ilustrado com texto de Olga Tokarczuk, Nobel de Literatura, e ilustrações da premiada artista polaca Joanna Concejo.

Era uma vez um homem que vivia tão apressado que, sem dar por isso, perdeu a alma. Continuava a andar, a dormir, a comer, a trabalhar e até jogava ténis. Mas, às vezes, tinha uma sensação estranha. Um dia sentiu dificuldade em respirar e deixou de saber quem era. Depois de uma consulta médica, tomou uma decisão que lhe mudou a vida.

A Alma Perdida é uma obra-prima de duas importantes autoras polacas premiadas: Olga Tokarczuk, vencedora do Prémio Nobel de Literatura e do Booker Prize (2018), e Joanna Concejo, vencedora do Livro do Ano pelo IBBY (2013) e Menção Especial do Bologna Ragazzi Award (2018).

Traduzido do polaco por Teresa Fernandes Swiatkiewicz. 

Reflexão profunda e comovente sobre a capacidade de cada um de viver em paz consigo e permanecer paciente e atento ao mundo.

Com ilustrações de alto valor artístico, com pistas subtis que o leitor pode pesquisar de uma página para outra.

 

ILUSTRADORA

Joanna Concejo é formada pela Academia de Belas Artes de Poznan, Polónia. É autora e ilustradora de livros publicados na Polónia, França, Itália, Suíça, Espanha, Coreia do Sul, e vencedora do Livro do Ano pelo IBBY / secção Polónia e Menção Especial/ Ficção Bologna Ragazzi Award.

 

Olga Tokarczuk nasceu em Sulechów, uma pequena cidade polaca, em 1962. Formada em Psicologia, publicou o seu primeiro livro em 1989, uma coletânea de poesia intitulada Miasta w lustraché, seguindo-se os romances E. E. e Prawiek i inne czasy, tendo sido este último um sucesso.

A partir daí, a sua prosa afastou-se da narrativa mais convencional, aproximando-se da prosa breve e do ensaio. Uma das melhores e mais apreciadas autoras de hoje, a obra de Olga Tokarczuk tem sido alvo de várias distinções, nacionais e internacionais. Recebeu por duas vezes o mais importante prémio literário do seu país, o Prémio Nike; em 2018, foi finalista do Prémio Fémina Estrangeiro e vencedora do Prémio Internacional Man Booker. Os seus livros estão traduzidos em trinta línguas.

Em 2019, foi distinguida pela Academia Sueca com o Prémio Nobel de Literatura pela sua «imaginação narrativa, que com uma paixão enciclopédica representa o cruzamento de fronteiras como forma de vida».